Loading...

terça-feira, 16 de abril de 2013

OS GAYS NO OLIMPO

 Escutei um comunicado na Radio Jornal esta semana no qual o locutor, que não foi Geraldo Freire, disse que o pastor Marcos Feliciano não era digno de estar à frente da Comissão dos Direitos Humanos. Percebi que isso é puro preconceito pelo mesmo ser evangélico e ser contra a ideologia Gay, que quer fazer com que a sociedade aceite que isso é bonito. Não é e jamais será, pois Deus criou homem e mulher, não criou dois homens e duas mulheres, mas homem e mulher. Estou errado em acreditar nisso? Sou obrigado...acredito em outras coisas. Se dependesse desses caras, todos os homens seriam gays e todas as mulheres, lésbicas. Que absurdo! Sou o que eu quiser ser, acho bonito o que eu quiser achar bonito. Eles falam em diversidade mas essa diversidade tem que se moldar ao que eles querem, não uma diversidade que não se conluie com suas ideologias. Tudo tem que ser politicamente correto, para que não seja visto como alguém preconceituoso, que não respeita o diferente. E ESSES ARTISTAS, PRINCIPALMENTE os globais, ficam querendo ridicularizar o pastor Feliciano e os evangélicos por não aceitarem o lixo que eles querem impor a todos. Artistas, em sua maioria, são pessoas imorais e amorais, vivem como verdadeiros animais, se sujando na lama. Eles não podem e não devem ser usados como modelos de nada para ninguém; não merecem nada disso. É normal para a vida que eles têm achar bonito tudo que contrarie a Palavra de Deus, não se pode esperar deles outra coisa. Tudo que é verdadeiro, de boa moral, de boa fama, eles concordam, e tudo que é contrário a isso eles aceitam. Adoram lixo, vivem dentro dele, E eles respeitam pensamentos diferentes dos seus? Os gays pensam que são deuses, querem ser adorados, acham que estão no Olimpo, "acima" dos desprezíveis seres humanos. Eles estão querendo que façam estátuas em suas homenagens, parabenizá-los por terem a "coragem" de realizar certas mágicas... Os deuses gays querem  que se faça sacrifícios a eles, ofereçam incenso em seus altares, sacrifiquem crianças às suas ideologias e filosofias de vida, a filosofia da devassidão, da podridão moral, espiritual. Ninguém é obrigado a oferecer incenso a eles. que sejam o que querem, mas não venha querer obrigar ninguém a aplaudir isso, fiquem com essa sanha maldita para eles só, se lambuzem sozinhos, deixem as pessoas moralmente sadias viverem suas vidas pautadas naquilo que acreditam, principalmente os evangélicos, que um certo deputado gay discrimina tanto. Abaixo a ditadura gay! Abaixo A nojeira! Viva A boa moral! Viva a Deus, a sua igreja! Venceremos vocês.
a achar bonito duas mulheres e dois homens se beijando? Não sou; tenho minhas crenças, minha filosofia de vida, não obrigado a ver isso com bons olhos. Viva a Deus, à igreja, aos bons costumes e à boa moral. É isso que defendo.

segunda-feira, 15 de abril de 2013

FRANCESES PROTESTAM CONTRA CASAMENTO GAY

Houve um movimento na França contra o casamento gay. Não é só no Brasil que acontece isso. Não é coisa de "crente", como diz alguns inconsequente por aí. Integrantes de um movimento denominado Civitas fez esse protesto.Cerca de 7.500 pessoas ou mais fizeram essa passeata contra esse projeto nefasto. Eles foram até o Senado francês e se manifestaram gritando o nome de Hollande, para que ele saísse da presidência. A multidão foi dispersada pela polícia. Na última manifestação, em 24 de maio, 1, 5 milhões de pessoas se reuniram contra essa política considerada inaceitável por esse segmento da sociedade francesa.Já marcaram nova manifestação para o dia 26 de maio, em Paris. Muita gente na Europa não aceita também essas coisas. É bom frisar que ninguém lá tenta crucificar eles por terem opiniões diversas. Têm todo o direito de fazerem isso. Só aqui no Brasil uma parte da sociedade não aceita. Mesmo aqueles que dizem que apoiam isso, na verdade, não apoiam. O problema é que na frente de outros procuram parecer politicamente corretos, para que todos gostem deles. O Senado francês aprovou o projeto de lei, por isso houve esse protesto; o mesmo irá ser submetido à aprovação da Câmara dos Deputados. Sessenta reformas foram prometidas pelo atual presidente, Francois Hollande, e essa é uma delas. Devemos sempre fazer a mesma coisa aqui: protestar contra esses desmandos gays. Nessa semana a revista Isto é, mostrando de que lado está, disse que Marco Feliciano desrespeitou o Brasil. Quero dizer que não faço parte desse Brasil que ela diz. Estou bem fora disso.