Loading...

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

AD EM RECIFE E O PRAZEROSO SIMPÓSIO DE DOUTRINAS BÍBLICAS

De novo valeu a pena. O Simpósio de Doutrinas Bíblica teve como tema a fé. O ensino foi organizado pela Editora Bereia, pertencente à Igreja Assembleia de Deus em Recife. Foi ensinado que a fé é que faz com que agrademos a Deus, e também a igreja aprendeu sobre os quatro tipos de fé: a natural,segundo Hebreus 11; a fé como um dom, segundo ensinado em 1 Coríntios 12; a fé salvívica, aquela que Cristo ensina em João 3; finalmente, a fé como fruto do Espírito, segundo Gálatas 5. Também foi explicado que devemos nos separar para a santificação, que denota um serviço a Deus também, pois somos santificados para ser de Deus.Foi usado como base também a história de Elias, em 1 Reis, que lutou contra a religião do Estado, promovido por Jesabel e Acabe, e como, pela fé,ele venceu. O texto com base em Judas, mostrou que temos que lutar pela fé, defender o Evangelho contra os falsos ensinamentos, e contra os lobos e heréticos.
foi lindo ver o templo tomando de gente, todos os dias, para a glória de Deus, e os testemunhos dados, do poder de Deus. O prazer sentido é enorme, pois é o próprio Deus vivo quem nos alegra; faz lembrar o salmista, que diz que se alegrou por ter sido chamado para a Casa de Deus. É o melhor  lugar do mundo. Comemos manjares celestiais, enquanto o mundo comia as lavagens imorais da carne, em seu mais alto grau de podridão. glória a Deus por essa oportunidade de ser súdito desse reino. Aleluia!
Cada ano tem suas surpresas, e esse tema, embora difícil para alguns, foi de bom proveito para quem leu todas as lições, que, por sinal, foram bem explanadas pelo comentarista, usando termos técnicos-teológicos, e principalmente termos gregos, explicando, dentro da hermenêutica bíblica.
Houve igrejas e aŕeas que ficaram o dia todo aprendendo, outros, só pela tarde e noite. Isso é que é vida plena.
O bom nisso tudo é que a juventude ficou guardada, renovada; muitos livramentos Deus deu, salvou , batizou e curou, para a glória dele.
Formaram, para louvar a IAVÉ, as comissões, o grande coral de jovens, conjuntos, e coros adultos, além dos cantores convidados. Foi uma festa para o povo de Deus. Sem drogas, sem  bebedices, prostituição, sem confusão, mas sim, o poder de Deus, a presença do Senhor Jesus. Deixou saudade, e já se fala do próximo ano.
A assembleia de Deus é uma das poucas que ainda fazem simpósio durante o Carnaval, pelo menos a de Recife. Talvez alguns achem exagero, mas é a melhor coisa a fazer, numa época onde a moral e a espiritualidade estão sempre sendo atacadas,  e o relativismo no mundo pós-moderno, e a inversão de valores, como Isaías 5 fala, é a melhor coisa a ser realizada. Não se pode deixar de ter  isso nunca. Quem antes criticava, agora está vendo o quanto esse trabalho tem livrado a juventude das mãos de Satanás, da bebedice, da prostituição e toda a influência maligna.Não  só a juventude, mas todos os irmãos, de todas as idades. Vemos tantos jovens entregues à toda espécie de podridão moral,sem Jesus, mas a igreja está sempre com o farol ligado, levando luz, e fortalecendo a fé, para que o relacionamento com Deus cresça cada vez mais.
O que ficou patente foi a falta de familiaridade, de alguns, com o conhecimento bíblico, com a interpretação bíblica,e a exegese, e a  homilética, pois ignoram que pregação é uma coisa, ensino, outra. Este último é mais expositivo, explicando o sentido do texto, do contexto histórico-cultural, os vários sentidos do verbo, do substantivo, o que quer dizer o adjetivo no texto, e assim por diante.
Imaginem o apóstolo Paulo ensinando a igreja de Coríntio, na qual passou um ano. Claro que nem sempre ele falou gritando, pois como vai haver ensino com gritos o tempo todo? E isso é  sinônimo de poder pentecostal? Parece que para alguns, mesmo presbíteros, é sim. Talvez o rebuscamento  dos comentários destas lições, deixaram assustados alguns, que, sem costume de ler comentários bíblicos, e livros em geral, e sem conhecer ou ler a Bíblia completa, acharam difícil falar ponto a ponto.
Apesar disso, ficar dentro do templo, louvando e adorando a Deus,junto com todos os irmãos, é a melhor coisa a fazer; quantos livramentos não foram dados ao seu povo, só em estar dentro do templo adorando ao Deus vivo? Embora não se pode dizer que todos falaram profundamente no assunto, a palavra de Deus, entretanto, tem feito sua parte, pois é viva. Deus tem renovado, batizado, curado, e feito promessas tremendas. Deus usou os preletores, mesmo que não fossem versados em Teologia, mas tinham e têm comunhão com Deus, e foram usados por Ele; foi uma bênção, mesmo assim. Deus usa a capacidade que cada um possui. O que importa é a
vontade dos irmãos em fazer a obra, já que nem todos os doutores são chamados, ou se dispõem a ir fazer a obra.
Que venha o próximo ano, com mais vitórias, mais bênçãos, mais salvação e livramentos, e que sua igreja fique mais e mais fortalecido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário