Loading...

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

CRESCENDO NA REDE

Cada vez que assistimos os apresentadores da Rede Brasil, Canal 14, Recife, pertencente à IEADPE (Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Pernambuco) pastoreado por Aílton Jose Alves, fica cada vez mais consciente da profissionalização dos repórteres que apresentam os jornais, e os que fazem as chamadas, durante todo o dia.
algumas vezes, eu penso que estou assistindo uma das TV's seculares, porque ficam parecidos com os repórteres de outras emissoras, no gingado, na maneira de falar, na entonaçao da voz, como se eles passassem horas e horas assistindo vídeos dessas emissoras no Youtube, para poder, depois, ter seu próprio estilo.
É verdade que, por serem evangélicas, não precisam agir como se sempre estivessem num culto, ou falando só para pessoas não convertidas. São profissionais como qualquer outro, e devem se manter assim; devem imitar outros profissionais até certo ponto, depois, devem, cada um, ter seu próprio estilo. Alguns exageram na voz, na entonação, nos trejeitos, querendo parecer o mais natural possível, contando com a própria beleza (que parece que é algo imprescindível para ser apresentador) e nada mais. Bem, eu disse que parece, mas não é nada sério.
Antes, assistir repórter não era um costume de todos, ou, pelo menos, da maioria dos evangélicos de Recife;  mormente os da Assembleia de Deus, mas, se é da Rede Brasil, então é algo normal, é verdade. Isso é bom e ruim ao mesmo tempo. Bom, pois estão se informando mais, tendo mais reflexão sobre a política,a cidade, suas convicções ideológicas cristãs, a conscientizarem-se de seus papeis como cidadãos, entre outras coisas. Ruim, pelo fato de muitos  acharem que, pelo fato desses programas  passarem na RBC1,  ter que acreditar serem verdades, pode haver erro; era isso  o que acontecia com os que assistiam a  Rede Globo. Podia ser o mais absurdo possível, mas acreditava-se ser verdade, por ter "passado na Globo". Era assim anos atrás. Podemos dizer o mesmo da RBC1? Creio que não.
Entretanto, as informações que passam nessa Rede  Brasil tem mais verdades que às da maioria das emissoras seculares; aquela também passa programações com temáticas seculares.Digo secular, mas é algo que considero errado, separar a vida  secular e a religiosa.Para o cristão, elas devem ser uma só. Disse Pedro, citando Levítico, que temos de ser "santos em toda a nossa maneira de viver."
Assim, a Rede Brasil impressiona pelo seu crescimento profissional, tantos dos repórteres quanto dos que ficam nos bastidores, em sua maioria, evangélicos, conhecedores, então, do modo de pensar cristão. Que bom.

Nenhum comentário:

Postar um comentário